Italia – o clima.

“E como foi se adaptar ai? Quais são as dificuldades? Como é o clima?” – Algumas pessoas já me perguntaram isso varias vezes, e aqui vou começar a tentar responder.

Toda mudança de contexto causa um impacto, o grande segredo é saber como lidar com ela. A maneira como você vai lidar com as situações que acontecerem com você depende muito também, da sua situação: Você esta viajando à turismo? Vai ficar na casa de conhecidos ou vai se virar com hotéis e albergues? Vai ficar na cidade por 3 dias, por 6 meses de intercâmbio, ou é algo bem mais permanente? Esses fatores podem te fazer enxergar um lugar com olhos diferentes: é muito fácil amar uma cidade que você conheceu por 3 dias porque não percebeu seus problemas. E’ verdade, existem cidades maravilhosas por ai, cada uma com o seu charme particular, e todas elas tem seus problemas urbanos e cotidianos – não se iluda. O que você pode fazer sem erro é tentar tirar o máximo proveito do que cada cidade tem a oferecer, consciente de onde você esta.

Assim que você chega em uma cidade nova, percebe de cara 3 coisas que te fazem pensar: o clima é diferente; as pessoas são diferentes e pra completar, cidades funcionam de jeitos diferentes. Enquanto escrevia esse post percebi que tinha muita coisa para falar e não caberia tudo em um texto só, então hoje vamos começar pelo clima.

  • O clima.

Antes de viajar eu já sabia que estava vindo para um pais que tem as 4 estaçoes do ano completas e muito bem definidas. Eu sai de uma cidade onde existe um verão quente e um inverno relativamente frio, mas sem estacoes muito bem definidas. Aqui eu encontrei um verão escaldante que chega a 45° nos seus piores momentos; um outono muito bem definido por dias frescos, neblina, arvores trocando de cores e perdendo as folhas; um inverno tipico de filmes, com neve, neblina, gelo e temperaturas abaixo de zero onde boa parte da natureza morre; e por fim uma primavera inacreditavel, com flores e cores brotando de qualquer canto – as vezes até da beira do asfalto.

Parque tambem é praia na Europa!

Luz natural às 19h da noite.

A vida das pessoas parece seguir esse ciclo, e isso faz muito sentido: no verão temos no minimo 16 horas de luz por dia – isso é muito sol durante muito tempo! -, e aproveitamos para sair de casa durante as horas menos quentes; as 22h da noite é normal encontrar famílias inteiras saindo para começar o jantar, e crianças ainda brincando nas ruas movimentadas. Nem preciso dizer que é a época perfeita para ir para praias e piscinas, mas aqui também existe a tradição para fazer passeios na montanha, visitar museus (geralmente mais fresquinhos!), andar pela cidade tomando um gelato e passar o dia nos parques da cidade, procurando a sombra das arvores. Cuidados tambem são necessarios: o calor excessivo pode ser tao perigoso quanto o frio excessivo! Não tem como sobreviver ao verão aqui sem roupas frescas, sombra, muita agua e evitando de sair ao meio-dia, se possível.

Outono em Chieri.

Chegando o outono – estação atual – grande parte das pessoas volta ao trabalho e a cidade volta a ter o corre-corre diário; o ar fica bem mais fresco e é possível passar o dia inteiro fora sem grandes problemas e a melhor parte, com certeza, são as arvores que ficam multicoloridas e maravilhosas! No outono tudo cai: as folhas das arvores, os pelos dos animais e até o nosso cabelo. Temperatura ideal e paisagens lindas, o que mais tem pra ser dito?

inverno não é facil no primeiro ano: um frio que eu não estava acostumada, um sol que parece não existir e isso não é tudo. Neve é algo lindo de se ver, divertido de brincar, mas nada simples de se viver com. Sem calçados e roupas apropriadas, você pode acabar encharcado de agua gelada e tiritando de frio, sem contar os belos escorregões por culpa do gelo que fica nas calçadas e dos calçados não apropriados – chegar no inverno sem estar preparado pode até ser perigoso (você pode passar frio e quebrar um braço escorregando, haha!). Não rola muito glamour quando você tem que sair de casa para trabalhar, estudar ou qualquer outro motivo: seja a pé, de carro, de ônibus ou de trem, tudo fica mais lento e mais delicado.

A viajante, cometendo um erro classico de turista empolgada – ou Sissa, ficando com a roupa cheia de neve.

  O gelo nas pistas e a neve acumulada das calçadas dificultam a mobilidade, e se as temperaturas não sobem para derreter tudo, eles vão continuar ali incomodando durante semanas! Mas se você  consegue relevar tudo isso e manter o bom humor, é muito bonito, e tem toda uma atmosfera especial, como se algo magico e silencioso estivesse acontecendo. Sem contar que Natal com neve parece fazer muito mais sentido. Aos poucos o gelo vai derretendo… o sol vai voltando a brilhar mais forte e com menos preguiça, e quando você percebe, de repente la pelo meio de Abril, por todos os lados e cantos você vê: arvores, folhas, grama e o mais especial: flores! Flores de todas as cores e tamanhos, maravilhosas! Gosto de todas as estaçoes aqui, porque cada uma tem algo de particular, mas sem duvidas a primavera é a minha favorita! Temperaturas perfeitas, da até mais vontade de sair de casa e andar por ai! O mais legal de tudo: cada semana uma espécie diferente floresce, sempre relembrando a ordem natural das coisas. Na primavera tudo o que tinha ficado quietinho, guardado e esperando volta à tona e é um fato, o humor das pessoas varia muito acompanhando as estações, como se a vida de cada um se adaptasse às exigências do clima. Ah sim, nem preciso comentar que os frutos acompanham as estações, a colheita e tudo mais, como em qualquer lugar do mundo – e se a gente prestar atenção, a gente tambem acompanha.

Precisa legenda?

Hoje vou ficar por aqui, contratempos com o sistema do blog me impediram de escrever mais. Logo já estou de volta para continuar os outros dois detalhes. Enquanto isso, deixem comentários, o que vocês acharam? O que acham que eu devo abordar falando das pessoas? O que não pode ficar faltando?

Até a próxima parada!

10 respostas em “Italia – o clima.

  1. Si, estou adorando seu blog.. amei as fotos que postasse que complementaram perfeitamente o texto… Um dia podias abordar o custo de vida ai e passeios em conta para se fazer… Quem sabe um dia a gente vá conhecer a “Zoropa”…. (um pouquinho de manezês para materes a saudade.. kkk)

    • Oie guria, que bom que estas gostando! :D Estou pensando em colocar mais fotos por post, que tal? Sugestao anotada ;) venham passear aqui sim, o proposito do blog é este, ajuda quem quer viajar (tambem, ahhaahha), beijos!

  2. Sissa, na Itália não tem horário de verão?
    porque por aqui, no verão, às 19h também é claro. escurece por volta das 20h-20h30min.

    gostei muito do seu blog! e já sou uma seguidora! ;)

    beijos!

  3. No fim acho que dividir os três temas em outros posts acho que será melhor. Bem chato o wordpress dar essa dor cabeça. Nossa, 16 hs de sol é muita coisa! Queria que o BR tivesse mais essa “cultura de parques” acho legal hahaha. Eeeee neve, ótima foto! hahahahahaha

    • Pois é… aos poucos vou me adaptando aqui e vendo o jeito melhor pra deixar isso aqui mais eficiente (até pra eu nao perder tempo salvando posts perdidos T_T hahah). Cultura dos parques é uma das coisas que eu mais gosto do ‘viver em cidades’ aqui, faz muito muito bem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s