Italia – Cotidiano e fatos praticos.

Voltando às atividades normais e entrando em um novo mês! Chegou a hora de um post que não é facil, por causa da quantidade enorme de detalhes e aspectos que podem ser abordados. E então, como é o cotidiano por aqui? Tentei escrever tudo aquilo que eu me lembrava e parecia interessante, tanto pela curiosidade quanto pelas diferenças que existem em relação ao Brasil; relembrando que cidades funcionam de jeitos diferentes e rotinas mudam de cultura para cultura.

Ao chegar em uma cidade nova, seja a turismo ou de mudança, não se demora a perceber que cada uma tem a sua dinâmica e os seus truques, desde assuntos subjetivos como hábitos culturais até coisas praticas como pegar o ônibus e recolher o lixo. Tudo isso faz parte e tudo precisa ser aprendido pra se adquirir um maior envolvimento com o espirito da cidade e sem duvida evitar problemas e situações difíceis.

Tram torinese e parada de onibus.

Sendo jovem e estudante, uma das primeiras coisas que eu reparei e que eu tive que aprender a usar foi o sistema de transportes – seja o urbano como o regional. Para quem mora em grandes centros urbanos eles são muito bons. A realidade que eu conheço melhor é aquela de Torino e Chieri, mas nas outras cidades italianas que eu já visitei, a situação é muito parecida. Aqui em Torino temos uma grande rede de sistema de transporte urbano e suburbano feito de ônibus, “trams” (bondes), ônibus elétricos, trens e a metropolitana. Não existem ‘terminais centrais’ de ônibus, os únicos locais centrais são as estações de trem que ficam no meio da cidade, de onde partem os trens e também servem como ponto de convergência para os ônibus e o metro.

Tabaccaio

Exemplos de bilhetes usados no Piemonte.

Se você não mora muito fora da cidade e não precisa pegar um meio de transporte em horários diferentes (de madrugada, por exemplo) a frequência das linhas é alta e fazer conexões entre elas não é complicado. Usar o transporte publico é uma escolha normal para quem vive aqui, não importando muito situação econômica ou etc.

Timbrando o bilhete.

O sistema de cobrança também é diferente. Ao subir à bordo de qualquer meio, você não irá encontrar um cobrador; é um sistema que ainda depende muito do caráter e da consciência de cada um. Antes de subir à bordo você deve comprar o bilhete que melhor atende ao seu tipo de viagem em bancas de jornais e locais chamados “Tabaccaio” e deve “timbrá-lo” dentro do ônibus/tram.

“Controllori” de bilhetes.

De vez em quando (uma vez por semana, as vezes menos ou mais frequentemente), um funcionário da empresa de transportes aparece de surpresa para checar os bilhetes de cada passageiro, conferindo se a situação está regular. Aqui em Torino a multa é de €60 para quem não estiver na norma. O mesmo se faz para as viagens de trem, com a diferença de que no trem a checagem de bilhetes não é aleatória mas ocorre sempre.

Outra informação que é importante estar atento, seja você turista ou morador, é o horário de funcionamento de lojas e outros serviços; não confie que serão iguais em outras partes do mundo. Aqui por exemplo, as lojas geralmente abrem das 09:30h ao 12:30h e depois somente das 15:30h às 19:30h, muitas vezes fechando durante uma manha inteira de um dia da semana – mesma coisa vale para farmácias, você não encontrará nenhuma aberta depois das 19:30h! Um pouco inconveniente também é o fato de não existirem supermercados ou lanchonetes 24h, e delivery é algo praticamente raro. Até mesmo o Metro não funciona 24h e algumas noites fecha antes mesmo da meia-noite; o único serviço de transporte disponível então são poucos ônibus e claro, táxis.

Coleta de lixo seletiva.

Serviços públicos são alguns dos motivos que fazem a qualidade de vida aqui ser boa. A grande maioria das cidades italianas pratica a coleta de lixo seletiva, e é seletiva mesmo! São separados em sacolas e recolhidos em dias diferentes: plastico, vidro, papel, lixo orgânico e lixo “não recuperável/reciclável”; o plastico deve estar limpo e sem resto de comida, idem para o vidro e papel; o lixo orgânico é recolhido em sacolas especiais biodegradáveis que se decompõem em um espaço muito curto de tempo, se comparadas às sacolas de plastico normal. E enfim, o lixo não-recuperável é todo lixo que sobrou e não pode ser colocado em nenhum dos outros, geralmente é uma das sacolas menores. Também são recolhidos baterias, pilhas, remédios velhos e fraldas descartáveis, cada uma em locais separados e para empresas diferentes que irão tratar cada material.

Claro que a coleta seletiva depende muito da consciência de cada um ao separar e fazer a sua parte, mas também existem multas para quem não usa as sacolas certas ou mistura diferentes tipos de lixo.

Fonte de agua, Toret.

Outro serviço que eu gosto muito é a distribuição de água potável. A água encanada que vem na pia da cozinha é considerada potável, mas se mesmo assim você não confiar, você pode ir numa das fontes de distribuição da cidade, levando garrafas de água usadas e encher quantas garrafas quiser de água natural gratuitamente, ou pagar um valor simbólico por água com gás. Se isto já não fosse suficiente, aqui em Chieri e Torino existem inúmeras “mini fontes” de água espalhadas pela cidade, chamadas “toret”, que podem ser usadas por qualquer um que tiver uma garrafinha plastica; essas são as mais simpáticas e tem o simbolo da cidade nelas, são tao charmosas que são até mesmo objeto de curiosidade e lendas…  

Velho, mas confiavel.

Farmacia comunale.

Um importante serviço publico é o sistema de saúde publica italiano. Pode não ser rápido ou pratico, mas é gratuito e funciona. Ao transferir-se para uma cidade, você é registrado como residente e é indicado ao seu “médico de família”. A partir de então, sempre que precisar poderá se dirigir a ele, que é um médico geral, e se o seu caso for necessário um especialista, o médico de família encaminha o caso e indica o médico ideal para a situaçao. Para as pessoas que tem doenças ou condições cronicas, os remédios são gratuitos ou custam um valor simbólico, sempre com a receita médica. Para uma pessoa que tem uma condição cardíaca e precisa de muitos tipos de remédios, por exemplo, as despesas podem mudar de aprox. R$600 para €30 ou até menos. Único grande defeito é em relação aos dentistas, que são privados, cobram caríssimo e não são tao especializados como os dentistas brasileiros. Aqui o dentista faz 5 anos de medicina e depois a especialização, ao contrario do Brasil que já possui um curso próprio para a especialidade; ou seja, dentistas brasileiros estudaram mais a própria área do que os dentistas italianos.

Feira de Chieri.

Mas não só de serviços é feita uma cidade! Parte tipica e vital da vida italiana são as feiras, mercados ao ar livre, sebos, lojas de usados e atividades culturais relativas. Em tempos de crise econômica, todos estes citados são importantíssimos para a vida aqui, e são até mesmo divertidos! Nesse tipo de situação se aprende que não só de lojas chiques e produtos caros e novos se vive; é possível encontrar muita coisa boa em lugares alternativos! Cada cidade possui a sua feira semanal, ou “mercato”, e é bem à moda antiga: barracas e barracas com comidas e produtos frescos (queijos, salames, carnes, peixes, frutas, verduras, etc) e outras ainda com roupas, roupas de cama, sapatos, produtos de limpeza e qualquer outra utilidade para casa que seja necessária. Nem tudo é bom ou de boa qualidade, mas aì entra a diversão de desenvolver um olho de detetive e encontrar o melhor negocio, até mesmo pedindo descontos se necessário. É possível encontrar muita coisa boa ou bonita, se você tem a paciência de procurar. Uma vez por mês também temos feiras maiores e com outros tipos de produtos e mais especificamente existem as feiras de objetos antigos: móveis, roupas vintage, artigos de coleção, livros e discos – o que você conseguir imaginar, existe praticamente de tudo!

Feira de Antiguidades.

De lojas normais e não a céu aberto existem os já conhecidos sebos, e os não tao conhecidos “mercatinos” uma espécie de brechó – lugares onde você leva as coisas usadas de casa que estejam em boas condições e que você não usa mais e pode também comprar o que for interessante – e aì você encontra de tudo, de tudo mesmo. Dessa forma menos coisas são colocadas no lixo e mais coisas são reaproveitadas. Todas estas feiras, mercados e lojas de usados existem de todos os tamanhos e estilos, e podem até mesmo gerar eventos culturais em certas épocas do ano – feiras de Natal são um bom exemplo – e são parte vital da vida dos italianos, não importa o poder aquisitivo, todos adoram feiras! Usado ou reaproveitado aqui não tem nenhuma conotação negativa e na verdade é até mesmo considerado chique reaproveitar coisas e não agredir o ambiente. Eco-chique? Europeus adoram e vivem esse estilo.

“Eu nao uso bolsas/sacolas de plastico”

Bolsa para supermercado do Ikea

O que me faz lembrar um tema polemico no Brasil e tao comum em terras europeias. Ao sair para fazer compras nos supermercados aqui, é normal e faz parte da cultura evitar ao máximo usar sacolas de plastico de supermercado e é considerado ideal trazer de casa sacolas reutilizáveis e grandes, tao grandes que as vezes é possível colocar toda a compra para semanas em duas delas. Existem sacolas de todos os tipos: de pano, de materiais mais fortes, e até mesmo existem sacolas especiais térmicas para os produtos de geladeira; você compra algumas e usa-as durante anos e anos. Se você esqueceu em casa e precisa fazer compras, o supermercado vende sacolas biodegradáveis a €0,10, somente um pouco mais fortes que as sacolas para o lixo. Talvez para muitos ainda não seja a situação ideal, mas já faz uma grande diferença se você juntar todos os fatos e pequenos esforços que são feitos.

Estas informações são aquelas que eu me lembro do meu cotidiano mais imediatamente e tive que resumi-las, como em tantos outros temas. Pretendo abordar de novo e com mais detalhes as historias mais interessantes, como a das feiras… Mas qualquer curiosidade que ficou de fora e eu não lembrei de citar, fiquem à vontade para perguntar nos comentários, vai ser um prazer responder. E até a próxima parada! 

9 respostas em “Italia – Cotidiano e fatos praticos.

  1. Olá Sissa! Achei o seu blog pelo da Nat Puga e estou me divertindo com suas histórias!! Eu adorei esse post, atualmente eu moro em Brasília, mas já morei um tempo em Londres e Buenos Aires e me lembro muito bem de como era diferente a minha vida nesses lugares! Uma das coisas que incorporei na minha vida no Brasil, foi sem dúvida o uso de sacolas ecologicamente corretas, tento evitar ao máximo sacolas plásticas!!
    Tive a oportunidade de conhecer algumas cidades da Itália e realmente me encantei com o país!! Espero em breve retornar e conhecer mais do lugar!! Com certeza continuarei explorando o seu blog!! Um abraço!!
    Flávia.

  2. Demais Sissa!
    Mais um post bem útil e cheio de informações interessantes. Uma pena ainda não termos desenvolvido aqui no BR uma conciência e um hábito melhor de reciclagem e melhor aproveitamento de nosso material de consumo. Mesma coisa pra questão das sacolas plásticas.
    As feiras parecem divertidas haha.

    • Pois é, acho bem interessante tambem a gente tentar absorver as coisas positivas dos outros paises, deveriamos pensar mais a respeito ;) As feiras sao divertidissimas! :D hahahahah Vai ter post dedicado a elas de certeza.

  3. As feiras, “mercati”, tb sao um excelente ponto de encontro de conhecidos, onde se trocam ideias, receitas, tanto de comidinhas como de cremes de beleza, medicina, tricot, crochet e tudo o que vc possa imaginar… e se atualizam os ultimos acontecimentos: nascimentos, fidanzamentos, casamentos e outros nao tao felizes, como separaçoes, divorcios, ah, e os velorios etc e tal…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s