Colinas de Torino: Colle della Maddalena e Colle di Superga.

Hoje eu quero falar de mais alguns pontos turísticos de Torino, porque a lista de coisas interessantes de se ver e se fazer na cidade não está nem na metade ainda… Como eu já expliquei no primeiro post que eu escrevi sobre Torino, a cidade fica numa planície do rio Po’, e ao redor dessa planície se encontram cadeias de montanhas à norte e oeste, e um conjunto de colinas à sul e leste.

Vista panoramica a partir do Colle della Maddalena.

Vista panoramica de Torino a partir do Colle della Maddalena.

As colinas de Torino fazem parte da província e são famosas pelos parques florestais protegidos, pelas casas e mansões que as povoam, pelas vistas panorâmicas, pelos pontos turísticos e por todos os esportes ao ar livre que são praticados durante todas as estações do ano. Hoje quero falar um pouco mais sobre as duas colinas mais altas da região e o que você pode encontrar nelas.

.

A colina mais alta da cidade de Torino chama-se “Colle della Maddalena” – ou também Bric della Maddalena -, possui 715m e é um lugar ideal para quem busca uma bela vista de toda a região ao redor e da cidade de Torino. É o tipo de lugar que você não precisa tirar muito tempo para conhecer (uma meia hora para tirar fotografias e dar um giro é suficiente), mas com certeza vale a pena a passagem! No alto da colina encontram-se dois monumentos: a primeira é a estatua “Faro della Vittoria” (relativa à deusa grega Nike), um monumento dedicado à Vitoria Alada, funciona como memorial e farol e pode ser vista de muito longe na cidade. A estatua – que chega a ter 18,5m – foi encomendada pelo senador Giovanni Agnelli em 1928, que doou-a como presente à cidade para comemorar o 10° aniversario da vitoria da Itália na Primeira Guerra Mundial. O segundo monumento é o “Parco della Rimembranza”, um grande jardim publico localizado em cima e ao redor da colina com mais de 21 mil arvores, que foi inaugurado em 1925 – com a presença do então rei italiano Vittorio Emanuele III -, para comemorar a vitória italiana, homenagear os soldados mortos durante a guerra e ao mesmo tempo ser um grande parque florestal experimental, com mais de 400 espécies botânicas diferentes. A parte central do parte conserva a memoria dos 4.787 soldados turineses: ao lado de cada arvore existe uma placa com o nome de um soldado.

Nike, a Vitoria Alada.

Nike, a Vitoria Alada.

Rosa dos ventos.

Rosa dos ventos.

Perto da estatua e em posição estratégica para a vista panorâmica você também encontra uma mesa de orientação, com uma indicação da rosa dos ventos e das principais localidades, montanhas visíveis a partir da colina e capitais europeias, com as respectivas distancias. Alem dos monumentos, a colina também é muito procurada pelos praticantes de esportes ao ar livre como escaladas, caminhadas e exploração do parque florestal.

.

Uma outra grande colina de Torino é a chamada “Colle di Superga”; possui 672 m de altitude, abriga a importante Basílica de mesmo nome e já foi anfitriã de importantes personagens históricos como Jean-Jacques Rousseau, o Papa Pio XII e o escritor Edmondo de Amicis. A Basílica de Superga foi construída no século 18 pelo então duque sabaudo Vittorio Amedeo II com uma historia interessante. Em 1706 Torino estava cercada pelas tropas francesas de Luís XIV, que tinha um plano de transformar o Piemonte em província francesa. No dia 2 de setembro de 1706, o duque, com a companhia do príncipe Eugênio, subiu a colina de Superga para aproveitar a altura e examinar o campo de batalha. Ao entender a situação, os dois entraram numa igrejinha que funcionava como paroquia em cima da colina e fizeram uma promessa e um voto para uma estatua da Madonna: se ele vencesse a batalha contra os franceses, construiria naquela colina uma grande basílica em homenagem à Madonna; desceram da colina e voltaram aos planos de guerra. Depois de muitos ataques o exercito piemontes finalmente venceu o francês; Torino e o Piemonte estavam livres e o duque então receberia a coroa dos reinos de Sicília e Sardenha. A promessa foi honrada e em 1717 foi colocada a primeira pedra da construção, e a igreja dedicada à “Maddona – Salvadora de Torino” teve seu inicio. O projeto foi do arquiteto e homem da igreja Filippo Juvarra, e a Basílica de Superga ficaria pronta e seria aberta ao publico 14 anos depois, em novembro de 1731.

. .

Simbolo da derrota dos franceses.

Simbolo da derrota dos franceses.

Quem segue a historia internacional do futebol, sabe que a colina também foi cenário de uma tragédia. No dia 4 de maio de 1949 um avião com todos os jogadores do time turinês “Grande Torino” caiu e bateu em um dos lados da colina e da basílica, fazendo 31 vitimas e marcando a historia italiana. Hoje em dia existe um memorial às vitimas no parque ao redor da igreja, onde muitos fãs do time ainda costumam ir para levar flores e presentes como homenagens.

Visita ao interior e às torres.

Visita ao interior e às torres.

Passeios ao redor da Basilica.

Passeios ao redor da Basilica.

→ A igreja possui um percurso de visita turística, algumas partes são abertas ao publico (o interior da igreja e entrada principal, além de todo o parque ao redor) e outras são fechadas e dependem de pagamento de ingresso e acompanhamento de guia (as torres, o convento, as criptas reais onde estão enterrados os membros da família Savoia, etc); com certeza valem uma visita! Como apoio ao turista e às pessoas que visitam o lugar existe um grande estacionamento, pontos de observação da cidade, bancos, um café, serviços higiênicos e uma loja de souvenires. De cima da colina também partem vários percursos de caminhadas ao ar livre e trilhas para mountain-bike. O acesso à colina pode ser feito de carro, à pé ou de bicicleta (para os mais corajosos), mas também existe o serviço oferecido pelo sistema de transportes da cidade, a GTT: da parte de baixo da colina, a partir da cidade numa estaçao chamada “Sassi-Superga” você pode deixar seu carro estacionado, pegar um bondinho (pagando um bilhete) e subir a colina atravessando o parque florestal – também é um passeio muito interessante, principalmente para as crianças. Mais informações você encontra no site oficial.

Bonde Sassi-Superga.

Bonde Sassi-Superga.

Assim como a própria cidade, as colinas que a circundam também são cheias de historia, e essas foram somente algumas delas, espero que vocês tenham gostado! (Quer ver mais fotos dos lugares de hoje? Basta acessar os meus albuns no Flickr, fique à vontade!)

Uma resposta em “Colinas de Torino: Colle della Maddalena e Colle di Superga.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s