Saindo da Universidade na Italia…

Palazzo Nuovo à direita - sede das Faculdades Humanisticas da UNITO

Palazzo Nuovo à direita – sede das Faculdades Humanisticas da UNITO

…ou simplesmente terminando a graduação.

Mais ou menos um ano atrás, logo no inicio do blog, eu fiz um post explicando como eu consegui entrar e estudar numa universidade italiana em modo integral e não só por intercambio. Eu estava no ultimo ano da graduação. Agora, um ano depois, já estou formada e me preparando para a próxima fase. Como eu expliquei naquele post, entrar na universidade nem foi tão “impossivel” como muitos pensam… o dificil mesmo foi “sair” da universidade e concluir essa etapa.

Nesse post eu quero contar um pouco pra voces como foi este ultimo ano e as dificuldades gerais que eu tive durante a graduação. E se você acabou de chegar de paraquedas no blog, veja o inicio da historia aqui. :)

Continuar lendo

Final de férias: Epifania, Befana e liquidações de inverno.

Desde o ultimo final de semana, para a grande maioria da população aqui na Itália, o ano realmente começou; o período natalício teve a sua ultima festa, as aulas recomeçaram, as férias do trabalho acabaram e as liquidações de inverno finalmente começaram! E como tudo isso faz muito parte do “viver italiano” e do nosso cotidiano, eu não podia deixar de comentar sobre com vocês…

Assim como no Brasil, as principais férias escolares na Itália acontecem durante o verão (coincidindo também com as férias de trabalho para quem tiver sorte) e por isso o recesso de fim de ano – inverno no hemisfério norte – é curto, iniciando com o dia de Natal e terminando com a ultima festa tradicional do período no dia 6 de janeiro e feriado civil: o Dia de Reis, Epifania, ou como é mais conhecido aqui, o Dia da Befana.

Epifania do Senhor”, ou “Dia de Reis”, é a comemoração que acontece 12 dias após o Natal, relativo à visita que os reis magos do Oriente fizeram a Jesus, trazendo presentes. Por causa disso, em muitos lugares da Europa é neste dia que as crianças recebem os seus presentes de Natal, e em outros lugares, recebem ainda presentes à mais, especialmente dedicados à elas. Sabe aquelas meias de inverno que o pessoal do hemisfério norte coloca nas lareiras para serem enchidas de presentes? É justamente disso que estamos falando. Outras tradições que envolvem o dia é assar biscoitos e deixá-los durante a noite para a visita dos reis que trazem os presentes, ou para uma outra personagem que é famosa aqui na Itália…

.

Continuar lendo

Entrando na Universidade.

Palazzo Nuovo – prédio sede das Humanas (Unito)

Muitos me perguntam o que eu faço por aqui, como fiz para entrar na universidade e como funciona tudo; espero com este post elucidar um pouco mais a historia…

Como funciona o sistema universitário italiano? Hoje em dia podemos dizer que o sistema italiano esta uniformizado com o europeu como previa um projeto da União Europeia de uniformizar os sistemas das universidades dos países pertencentes à UE. Atualmente, a maioria dos cursos de graduação tem a duração de 3 anos ou o equivalente de 180 créditos, as especializações duram 2 anos ou 120 créditos, alguns mestrados duram 2 anos também e os chamados “master” podem ser mais curtos e durar 1 ano. Na teoria, os cursos de 3 anos – chamados aqui na Itália de “laurea triennale” – são equivalentes aos cursos brasileiros de 4 anos porque aqui o curso é em tempo integral (não funciona em somente um período do dia) e no fim das contas a quantidade de créditos é a mesma.

Continuar lendo

Italia – culinária!

Que tal fazer uma pausa para o almoço? Ou quem sabe jantar? Estou aqui me segurando para não dizer que o post de hoje é de dar água na boca, mas fazer o que né? (Quem sabe vai até inspirar aqueles mais chegados em fazer experiencias na cozinha…) Fato é que Itália sempre lembra culinária e comidas deliciosas – disso ninguém tem duvida -, mas você realmente conhece toda a variedade de pratos diferentes que a Itália tem pra conhecer?

Basilico, pasta e pomodori!

Vamos começar pelo óbvio: sim, nós comemos muita pasta, mas não é a única coisa que você vai encontrar por aqui. Alias, qual a diferença entre macarrão e pasta? Pasta aqui é o sinônimo de “massa”, mas num sentido bem, bem generalizado: toda massa feita de farinha, seja para salgados ou doces, é pasta. Pasta é a base do macarrão, lasagna, calzoni, pizza, tortas, tortinhas, docinhos, crepes (panquecas), etc… E num sentido mais especifico pasta é o sinônimo do macarrão normal, aquele considerado o mais básico da culinária italiana. Outros clássicos italianos sem duvida são: os queijos, os salames, os presuntos, os pães, a mozzarela (e a sua companheira mozzarela de buffala), os temperos, o sorvete, as azeitonas, os cafés e os vinhos, o molho de tomate, o oleo de oliva,  entre outros.

Salsa di pomodori, olio d’oliva.

Produtos tipicos.

Continuar lendo

Italia – 5 pontos negativos.

É muito comum que situações do dia a dia me inspirem em alguns dos posts que faço por aqui. Volta e meia me vejo anotando pequenas lembranças que tenho durante o dia e penso “Sim! Tenho que lembrar de comentar isso!”. Essa semana não foi diferente. A Itália tem sim, muita coisa boa e maravilhosa, algumas até já foram citadas aqui ou ainda serão nos próximos posts, mas também é verdade que como qualquer outro paìs do mundo, tem as suas desvantagens, ou pontos negativos. Acho interessante abrir um parênteses aqui: muita gente já me perguntou qual país eu prefiro, Brasil ou Itália, ou então qual deles é melhor ou pior de se viver. Nas minhas primeiras impressões e no começo da experiencia era muito fácil e esperado fazer comparações; você sente uma falta aqui, vê algo diferente ali e demora a se acostumar com certas coisas, mas quanto mais o tempo passa, fica claro que é impossível comparar dois países que tem sim semelhanças de cultura mas que são muito diferentes. È como tentar dizer o que é mais gostoso entre pizza e churrasco: não da, cada um é bom no seu contexto e é bom ter ambos pra poder variar; você pode até preferir um ao outro, mas quem gosta dos dois sabe como é difícil decidir e escolher só um. Entre o Brasil e a Itália funciona do mesmo jeito: cada um tem vantagens, pontos fortes, desvantagens e pontos fracos; creio que o ideal seja aproveitar o melhor de ambos e se possível, tentar ajudar a melhorar o pior.

Esta semana algumas situações me lembraram de algum dos pontos negativos, e achei que seria valido comentar e ver a opinião de vocês. Elaborei uma pequena lista de 5 coisas na Itália que eu não curto, acho inconveniente ou errado. Elas estão em ordem totalmente aleatória. A primeira coisa que me levou a escrever este post foi:

Continuar lendo