Pensando em ir viajar?

Indo viajar? Viajar é maravilhoso e uma experiencia que você nunca irá esquecer, por isso a importância de planejamento e atenção aos detalhes do inicio ao fim – eles podem transformar a sua viagem para o bem ou para o mal. Quero abordar aqui os detalhes que eu penso e programo antes de viajar, espero que sejam uteis para voces também. :)

Antigamente para planejar uma viagem as pessoas ou iam atras de agencias de viagem que fizessem todo o trabalho, ou iam atras de guias turísticos impressos para buscar ideias e informação. Hoje em dia não é nem preciso dizer que esta tudo mais pratico e disponível; quem tem algum tempo à disposição e vontade de pesquisar, pode programar uma viagem em todos os seus detalhes na frente de um computador com internet – pessoalmente, este é o jeito que eu venho planejando as minhas viagens nos últimos anos e funciona, com o tempo a experiencia vai melhorando e os “erros” de principiante vão diminuindo. E então, chegou o tao esperado momento de planejar uma viagem; por onde começar? Seja no planejamento, na hora de sair para a viagem ou durante, é essencial ir atras das informações básicas e necessárias, para aproveitar melhor as oportunidades e evitar problemas!

Primeira coisa é definir o destino, coloque-se estas perguntas: para onde você quer ir? Para onde você pode se permitir ir? Qual é o seu orçamento? Quanto tempo tem disponível? Já aconteceu muito de eu ter vontade de viajar para muitos lugares, mas tempo, deslocamento e orçamento me ajudaram a tomar a decisão (as companhias e a quantidade de pessoas que vão viajar juntas também é um detalhe importante).

Continuar lendo

Anúncios

Inicio da viagem.

Não é fácil ter que rebobinar a memoria e entender exatamente quando algo começou. Há quatro anos atrás eu mudei de casa, pais, lingua e cultura; talvez esse novo capitulo começou quando eu entrei no avião, talvez começou quando fiz o passaporte, quando coloquei os pés em solo internacional ou mais cedo ainda, quando eu recebi a minha cidadania italiana que me permitiria estar onde estou hoje. Uma coisa é certa: eu deveria ter mantido um registro desde o começo e ter certeza de que eu não perderia os detalhes. Tiveram outras tentativas, e nenhuma delas vingou, mas uma coisa que elas tinham em comum é que todas essas outras tentativas eram mais uteis para mim do que qualquer outra coisa. Quatro anos depois, muitas coisas aconteceram, inevitavelmente a gente vai mudando e vai entendendo melhor o proposito de certas coisas e as oportunidades por trás delas.
Enquanto os meses se passavam eu ia dividindo o que acontecia com um amigo aqui, outra amiga ali, com a familia que estava longe e perto, com a internet… tudo em pedacinhos separados e espalhados e mais de uma vez tendo que repetir historias e dicas aqui e acola. Isso evoluiu ainda mais e comecei a receber amigos aqui onde eu moro – fantástico, um dos meus ‘trabalhos’ favoritos! – alguns de passagem por alguns dias, uns fazendo mochilao pela Europa, outros durante mais tempo fazendo intercâmbio. Quando percebi, já tinha me tornado ‘guia’ durante o tempo (nem sempre) livre e estava ajudando quem precisasse a se virar pela selva européia.
Pensando em tudo isso e escutando a opinião de vários amigos e chegados, decidi que era hora de colocar tudo isso em algum lugar só, por escrito. E por que não um blog? Um lugar onde eu possa contar as minhas experiências – desde as mais cotidianas e triviais, até as viagens inesquecíveis e mais complicadas – com todas as ferramentas disponíveis para tornar isso mais rico e divertido (fotos, mapas, cartões de visita, o céu é o limite)! Aqui eu pretendo compartilhar com vocês o dia-a-dia, as mudanças, a adaptação, as curiosidades, as diferenças, as dificuldades, as viagens, o turismo (tanto sendo viajante como sendo guia!), e também coisas praticas pra quem precisa de informação (burocracia, documentos, dicas, etc) e enfim, as minhas inspirações, as coisas que ainda pretendo fazer e os lugares que ainda quero conhecer.
Aceito e espero perguntas, sugestões e comentários, fiquem à vontade! Comprem um bilhete, escolham um banco e vamos para a próxima estação.